Jandira: oposição pede suspensão do decreto que acionou Exército

A deputada do PCdoB disse que opositores também pediram o encerramento da sessão plenária desta quarta-feira, pois não havia clima para votações

Brasília – Vice-líder da oposição na Câmara, a deputada Jandira Feghali (PCdoB-RJ) afirmou na tarde desta quarta-feira, 24, que opositores vão exigir na Justiça a suspensão do decreto do presidente Michel Temer que autorizou o uso das Forças Armadas para reprimir manifestações contra o governo que acontecem nesta quarta na Esplanada dos Ministérios, na capital federal.

“Esse decreto é ilegal”, afirmou a deputada ao sair de reunião no gabinete da presidência da Câmara com lideranças da base aliada, da oposição e o presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

No encontro, Jandira disse que opositores também pediram o encerramento da sessão plenária desta quarta-feira, pois não há clima para votações.

De acordo com a parlamentar fluminense, durante o encontro, Maia negou que tenha pedido ao Palácio do Planalto o uso das Forças Armadas para reprimir os protestos em frente ao Congresso Nacional.

Reforçando o que disse em plenário, o presidente da Câmara afirmou que só pediu o envio de homens da Força Nacional de Segurança.

“Ele diz que não pediu. Então, que ele venha a público e diga que o governo errou ao dizer que ele que pediu”, afirmou Jandira.