“Isso é besteirol teológico”, diz Malafaia sobre Feliciano

Em entrevista ao programa Super Pop, o pastor Silas Malafaia disse que Feliciano citou “besteirol teológico” ao falar sobre africanos e a "maldição de Noé"

São Paulo – Um dos mais polêmicos tuítes do deputado e pastor Marco Feliciano faz referência à uma “ascendência amaldiçoada” dos africanos. Acusado de racismo, o deputado escreveu que “os africanos descendem de ancestral amaldiçoado por Noé”. Essa frase, segundo o também pastor evangélico Silas Malafaia, não passa de um “besteirol teológico”.

Em entrevista ao programa Super Pop, da RedeTV!, na noite desta segunda-feira, Malafaia afirmou que a tese de que africanos foram amaldiçoados é uma tese teológica “da qual ele e 99,9% dos evangélicos discordam”. O pastor disse ainda que tem dúvida que Feliciano acredite nisso.

O presidente da Comissão de Direitos Humanos, aliás, esteve em outro programa na mesma noite. Foi entrevistado pelo Ratinho, do SBT.

Segundo Malafaia, o “besteirol teológico” foi criado por “teólogos doidos”. “Se ele crê nisso, ele está falando bobagem”, afirmou o pastor.

Malafaia também já recebeu críticas sobre o que posta no Twitter e aproveitou para questionar a rede social: “Não sei se o Feliciano crê nisso, pode ter sido um comentário, apenas , porque hoje em dia estão julgando as pessoas por 140 caracteres do Twitter”, afirmou.

“Hoje em dia, com o advento da Internet, estão julgando as pessoas com base no que a gente falou há dez anos. Isso é uma coisa muito perigosa”, comentou o pastor. Ontem foi divulgado um vídeo polêmico de Feliciano criticando os católicos. O vídeo é de dez anos atrás.

Confira o vídeo da entrevista de Malafaia:

http://www.redetv.com.br/embed/330154