Intervenção na Oi?; Ortega quase lá…

Intervenção na Oi?

A concessionária de telefonia Oi, responsável pelo maior pedido de recuperação judicial da história do país (65 bilhões de reais), pode sofrer intervenção do Governo Federal. Autoridades trabalham na elaboração de uma Medida Provisória que altere a lei de falências e permita a intervenção. Segundo o jornal Valor, uma força-tarefa composta pelos ministérios da Casa Civil, Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações, Advocacia Geral da União e Anatel participa do projeto. O governo está certo que, na atual toada, a Oi está caminhando para o buraco.

O apelo dos estados

Ao menos três estados (Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Rio Grande do Norte) cobram uma ajuda emergencial do Planalto para pagar o 13o salário, informa o jornal O Globo. A culpa é da crise fiscal que afeta as unidades da federação. Pelo mesmo motivo, prefeitos de 13 capitais já afirmaram que vai ser necessário reduzir o número de secretarias. Um levantamento da confederação nacional dos municípios apontou rombo de 69 bilhões de reais.

Enem: abstenção de 30%

Após o adiamento das provas de 271.000 estudantes em virtude de ocupação em centenas de escolas, o Enem (exame de avaliação do ensino médio) foi realizado neste domingo com abstenção recorde em sete anos. Três em cada dez alunos não fizeram as provas. Os que compareceram foram surpreendidos por um tema considerado polêmico na redação: “os caminhos para combater a intolerância religiosa no Brasil”. A Polícia Federal realizou operações em oito estados e prendeu 11 pessoas suspeitas de fraude. Os presos foram flagrados usando um ponto eletrônico. “Diante do quadro dos últimos dias, eu diria que foi um sucesso absoluto”, afirmou o ministro da Educação, Mendonça Filho.

Nicarágua: Ortega na frente

Daniel Ortega deve ser reeleito presidente na Nicarágua. Tem 71% dos votos válidos com 21% das urnas apuradas. Ortega é popular por seus programas sociais e por uma economia que cresce o dobro da média da América Latina. Mas sua campanha reforçou as críticas da oposição de que está manipulando o sistema para se manter no poder. Sua mulher, Rosaria Murillo, é a candidata a vice na chapa. E Ortega não permitiu observadores internacionais nos locais de votação. Se vencer, será seu quarto mandato no país.

O apelo de May

A primeira-ministra britânica, Theresa May, fez um apelo aos deputados do país para que não tentem bloquear o Brexit, a separação do Reino Unido da União Europeia. “Os deputados que lamentam o resultado do referendo devem aceitar o que o povo decidiu”, afirmou. Na quinta-feira, a Justiça decidiu que cabe ao parlamento dar início ao processo que desliga definitivamente o país do bloco, o que abre possibilidade para uma nova rodada de negociações.