Intenção de voto não é importante agora, diz Meirelles

Segundo o ministro da Fazenda, o seu posicionamento nas pesquisas não será o único fator determinante para a decisão de concorrer ou não neste ano

Brasília – O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, considerou nesta sexta-feira, 2, que o seu nível de intenção de voto nas pesquisas eleitorais não será o único fator determinante para a decisão que tomará até abril sobre concorrer ou não à Presidência em 2018.

“A intenção de voto agora não tem tanta importância. O que importa é a história de cada candidato”, afirmou, em entrevista à rádio CBN Goiânia.

De acordo com Meirelles, pelo fato de nunca ter se candidatado a um cargo eletivo a nível nacional, é natural que políticos que já concorreram em eleições majoritárias sejam mais conhecidos pela população.

Questionado sobre a possível concorrência com o próprio presidente Michel Temer nas eleições deste ano, Meirelles repetiu que a avaliação de que mais candidaturas significam mais opções para os eleitores, mas afirmou que o melhor seria haver um candidato apoiado pelo atual governo.

“O ideal é ter um candidato defendendo as reformas desse governo e a continuidade desse caminho”, completou.