Índios forçam suspensão de indicação de comissão da PEC 215

Os índios ameaçaram permanecer nas dependências da Casa até que fossem suspensas as indicações

Brasília – A pedido do presidente da Câmara, deputado Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), os líderes partidários concordaram em suspender temporariamente a indicação dos nomes para compor a comissão especial que vai analisar o mérito da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 215, que transfere ao Parlamento a competência da demarcação de terra indígenas.

A medida foi adota para tentar acalmar as várias comunidades indígenas que estão ocupando o Plenário 1 e vários espaços da Câmara desde a manhã de hoje (16).

Os índios ameaçaram permanecer nas dependências da Casa até que fossem suspensas as indicações. Os indígenas argumentam que a PEC é uma ameaça para as reservas indígenas.

Depois da reunião de líderes, o líder do PV, deputado Sarney Filho (MA), foi designado para negociar com a lideranças indígenas a saída deles da Câmara. Devido à manifestação dos índios, a reunião da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) teve que ser cancelada.