Incêndio em Copacabana destrói acervo de arte

Bombeiros precisaram de cerca de duas horas para controlar fogo

Rio de Janeiro – O incêndio que atingiu a cobertura de um edifício da Rua Barata Ribeiro, em Copacabana, zona sul do Rio de Janeiro, foi controlado em cerca de duas horas. Sem mortos nem feridos, o fogo resultou na destruição de parte do acervo do marchand e artista plástico romeno Jean Boghici, que mora com a mulher no local.

Ainda não foi calculado o valor do prejuízo, mas já se sabe que o apartamento guardava obras renomadas. Algumas puderam ser salvas, afirmam os bombeiros, que acreditam que o fogo tenha começado no sistema de ar condicionado. Jean Boghici coleciona arte há mais de 50 anos e seu acervo – que inclui obras de Di Cavalcanti e Tarsila do Amaral – é considerado um dos mais importantes do país.

Copacabana teve recentemente outro grande incêndio. Uma loja de artigos para festas, com grande estoque de material inflamável, foi destruída no dia 6 de julho, data do aniversário de 120 anos do bairro.