Curtas – uma seleção do mais importante no Brasil e no mundo

Ibope: Haddad sobe 11 pontos; Guerra comercial por 20 anos? e mais…

Ibope: Haddad sobe 11 pontos

Fernando Haddad (PT) subiu 11 pontos percentuais em uma semana e está isolado em segundo lugar na corrida presidencial, segundo nova pesquisa Ibope divulgada na noite desta terça-feira. Desde a última pesquisa, divulgada há uma semana no dia 11 de setembro, Haddad foi de 8% para 19% enquanto Jair Bolsonaro (PSL) foi de 26% para 28%. A margem de erro é de dois pontos percentuais e o nível de confiança da pesquisa é de 95%. Foram entrevistados 2.506 votantes. Da última pesquisa para essa, Ciro Gomes (PDT) permaneceu em 11% enquanto Geraldo Alckmin (PSDB) caiu de 9% para 7% e Marina Silva (Rede) seguiu em declínio, agora de 9% para 6%. Álvaro Dias (Podemos) caiu de 3% para 2%, João Amoêdo (Novo) foi de 3% para 2% e Henrique Meirelles (MDB) caiu de 3% para 2% – todos dentro da margem de erro.

Supremo absolve Renan

Por 4 a 0, a Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta terça-feira, 18, absolver o senador Renan Calheiros (MDB-AL) das acusações de peculato (desvio de recursos públicos). Renan era réu no STF sob a acusação de desviar recursos públicos de verba indenizatória do Senado por meio da contratação de uma empresa locadora de veículos em 2005. O parlamentar ainda responde a outros 14 processos.

Abandonando o barco

Uma reportagem da Folha de São Paulo apontou que integrantes do centro começam a discutir internamente que caminho seguir em um eventual segundo turno entre Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT). A discussão teria começado nesta semana, após pesquisas mostrarem que o candidato à presidência pelo PSDB, Gerald Alckmin, não ter conseguido atrair tantos votos. Alckmin possui a maior coligação entre os candidatos, mas mesmo assim não conseguiu conquistar mais do que 7% dos votos. Representantes do DEM, PP, PR, PRB e SD se reuniram nesta terça em São Paulo, para ter uma primeira conversa formal sobre o assunto. Em alguns estados do país, membros de partidos da coligação já pararam de apoiar o tucano, e passaram a pedir votos para o PT. No Nordeste, por exemplo, membros do PP iniciaram campanha de apoio ao candidato de esquerda Fernando Haddad. Ao mesmo tempo, membros do DEM, também no Nordeste, começaram a apoiar o candidato pelo PSL, Jair Bolsonaro.

A lista da Forbes

A lista das pessoas mais ricas do Brasil, divulgada nesta terça pela Forbes Brasil, mostrou que o empresário Jorge Paulo Lemann continua sendo o homem mais rico do país. Segundo o ranking, o sócio do fundo 3G Capital e com participações na AB InBev, Burger King e Kraft Heinz tem 105,96 bilhões de reais em seu nome. No último ano, Lemann ganhou mais de 10,5 bilhões de reais. Sua fortuna aumentou o equivalente a 19.978 reais por minuto. O banqueiro Joseph Safra, do banco Safra, está logo em segundo lugar, com 75,73 bilhões de reais. Entre os 180 bilionários brasileiros, 25 estão na lista pela primeira vez, segundo a Forbes. Os novatos ingressaram na lista por vários motivos: herança, IPOs e valorização de companhias na bolsa.

Ação e reação

Na segunda-feira, o presidente americano, Donald Trump, anunciou que vai impor tarifas de 10% sobre cerca de 200 bilhões de dólares em produtos chineses. Afirmou ainda que novas retaliações poderiam levar a tarifas adicionais sobre 267 bilhões de dólares. Pois os chineses retaliaram imediatamente. A China anunciou nesta terça-feira a imposição de tarifas às importações de produtos americanos que totalizam 60 bilhões de dólares. O Ministério do Comércio do país asiático também apresentou na Organização Mundial do Comércio (OMC) uma queixa contra a medida protecionista americana. A China afirmou esperar que os Estados Unidos considerem as “consequências danosas” de sua ação e que a corrija a tempo com “medidas convincentes”.

Encontro das Coreias – parte 3

O presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, foi recebido pelo presidente da Coreia do Norte, Kim Jong-un, nesta manhã, em Pyongyang. Esta é a primeira vez em 12 anos que um líder sul-coreano viajou à capital norte-coreana. A viagem, que vai durar três dias, tem como principal objetivo dialogar sobre o processo de desnuclearização da península coreana, e abrir caminho para uma nova reunião entre Kim e o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. Durante o encontro, o líder norte-coreano afirmou que os esforços de Miin possibilitaram a reunião com o presidente americano, em maio deste ano. “E por causa disso a situação política na região está estabilizada e esperamos novos progressos”, afirmou. Ainda não há data para um novo encontro entre Kim e Trump.

O problema são as conspirações

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, afirmou, nesta terça-feira (18), que grupos de militares reformados “se mantêm conspirando” contra seu governo nos Estados Unidos com o apoio de autoridades norte-americanas. Maduro apontou para um venezuelano residente no Estado da Flórida como um dos envolvidos nesses planos, alegando que ele também foi um dos supostos autores da explosão de dois drones durante um ato militar em Caracas no mês de agosto. Ontem, uma foto sua comendo em um luxuoso restaurante turco viralizou na internet, e foi duramente criticada pela oposição e pela comunidade internacional.

Musk investigado

Poucas horas após anunciar o escolhido para um promissor projeto, o fundador das companhia aeroespacial SpaceX e da montadora Telsa, Elon Musk, sofreu mais um revés em sua polêmica carreira. A agência de notícias Bloomberg publicou uma matéria em que afirma que Musk é investigado pelo Departamento de Justiça dos Estados Unidos, sob a acusação de desrespeito à regulamentação financeira. A Justiça americana estaria, segundo a agência, investigando o fundador da Tesla após um comentário em seu Twitter em que diz que estaria considerando tornar as ações da empresa em particulares. O comentário fez com que sua fortuna crescesse mais de um bilhão de dólares, além de ter causado um aumento nas ações da companhia.