Ibope: na Bahia, Paulo Souto e Rui Costa estão empatados

Candidatos do DEM e PT têm 46% das intenções de votos no estado, diz pesquisa

Salvador – Pesquisa Ibope divulgada neste sábado, 4, mostra os dois principais candidatos ao governo da Bahia empatados tanto no primeiro quanto no segundo turno.

A menos de 24 horas do início da votação, Paulo Souto (DEM) e Rui Costa (PT) têm cada um 46% das intenções de votos válidos (conta que desconsidera brancos e nulos).

Lídice da Mata (PSB) aparece com 5% das intenções dos votos válidos. Da Luz (PRTB), Marcos Mendes (PSOL) e Renata Mallet (PSTU) têm 1% cada um.

No levantamento anterior, divulgado em 24 de setembro, Paulo Souto tinha 43% e Rui Costa, 27%. Na pesquisa divulgada em 10 de setembro, Paulo Souto tinha 46% e Rui Costa aparecia com 24%.

Em agosto, Paulo Souto tinha 44% e Rui Costa, 15%. Na primeira pesquisa, de julho, Souto liderava com bastante folga, com 42% e Costa tinha apenas 8%.

Para subir nas pesquisas, Costa utilizou bastante a estratégia de se alinhar à candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff. Nos últimos debates e programas eleitorais, ele reforçou a associação de “quem vota em Dilma, vota em Rui”.

Outro importante cabo eleitoral do candidato no Estado é o ex-presidente Lula.

O cálculo dos votos válidos é o procedimento utilizado pela Justiça Eleitoral para divulgar o resultado oficial da eleição. Para vencer no primeiro turno, um candidato precisa de 50% dos votos válidos mais um voto.

A pesquisa foi encomendada pela TV Bahia. O Ibope fez a pesquisa entre os dias 1 e 4 de outubro. O instituto ouviu 2.002 eleitores.

A margem de erro é de dois pontos, para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%. O que quer dizer que, se levarmos em conta a margem de erro de dois pontos para mais ou para menos, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%.

Segundo o Ibope, haverá disputa de segundo turno no Estado. Pela pesquisa, no segundo turno, Paulo Souto e Rui Costa também aparecem empatados, com 39% das intenções de voto cada um. Brancos e nulos somam 11%. Os que não sabem ou não responderam, outros 11%.