Homicídios caem, mas roubos crescem no Estado de SP

Os dados foram divulgados nesta sexta-feira, 25, pela Secretaria da Segurança Pública, que informou ainda o balanço de setembro

São Paulo – O número de homicídios caiu 7% no terceiro trimestre no Estado de São Paulo em comparação com igual período do ano passado.

Ao mesmo tempo, os roubos cresceram 13,8%. Os dados foram divulgados nesta sexta-feira, 25, pela Secretaria da Segurança Pública, que informou ainda o balanço de setembro, também com crescimento de roubos (17,2%) e diminuição de assassinatos (6,6%) em relação a igual mês de 2012.

Se a cúpula da Segurança pode comemorar os dados dos crimes contra a vida, o mesmo não ocorre em relação a alguns importantes delitos contra o patrimônio das pessoas, como o roubo de carros – atividade em torno da qual se criou uma verdadeira cadeia produtiva organizada, envolvendo desmanches, ladrões e falsários para recolocar no mercados peças e veículos levados por ladrões.

Em setembro, esse tipo de crime cresceu 20,8% no Estado. Na comparação entre os trimestres, o roubos de carro aumentaram 20,2%.

“Todos os crimes nos preocupam, principalmente o roubo”, disse o secretário de Segurança Pública, Fernando Grella. Ele afirmou que o governo adotará “medidas estruturantes”, como tentar aprovar na Assembleia a lei que regulamenta desmanches.

Capital

Na capital paulista, foram registrados 92 homicídios no mês passado, ante 134 em setembro de 2012. Os casos de latrocínio (roubo seguido de morte) caíram de 12 para 8 em igual comparação. Já os roubos no período cresceram: foram 9.115 em setembro de 2012, ante 10.669 agora.