Homens vivem menos que mulheres

Segundo a publicação Saúde Brasil, produzida pelo governo federal, os homens representam 60% das mortes no país

São Paulo – São dados alarmantes. A cada três mortes de pessoas adultas, duas são de homens. Eles vivem, em média, sete anos menos do que as mulheres e têm maior incidência de doenças do coração, câncer, diabetes, colesterol, pressão arterial mais elevada, entre outras doenças.

Pesquisas apontam que a cada cinco pessoas que morrem de 20 a 30 anos, quatro são homens. De acordo com a publicação Saúde Brasil, produzida pelo governo federal, os homens representam 60% das mortes no país.

No Brasil, o câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens, ficando só atrás do melanoma ou câncer de pele. Em valores absolutos, é o sexto tipo mais comum do mundo e o mais prevalente entre homens, representando cerca de 10% do total de cânceres. Sua taxa de incidência é cerca de seis vezes maior nos países desenvolvidos em comparação aos países em desenvolvimento. Uma rotina de exercícios e alimentação equilibrada pode retardar e até evitar doenças desse tipo.