Habeas corpus negado pelo STJ foi acionado por advogado autônomo

O advogado Altair de Souza Melo, que solicitou análise do tribunal, fez uma das pelo menos quatro petições "independentes" a favor de Lula

São Paulo — O ministro do STJ Felix Fischer rejeitou habeas corpus movido por um advogado de São Paulo que não faz parte do núcleo de defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Altair de Souza Melo integra uma das pelo menos quatro petições “independentes”.

Os advogados do ex-presidente também entraram, no final desta quinta-feira, 5, com pedido para que o ministro, que é relator da Lava Jato no Superior Tribunal de Justiça, barre o encarceramento de Lula.

Duas das petições independentes se insurgem contra decisão da Justiça Federal do Paraná e outras duas contra decisão do Tribunal Regional Federal da 4ª Região.

A Corte de apelação da Lava Jato oficiou o juiz federal Sérgio Moro para que determinasse a prisão de Lula nesta quinta-feira. O magistrado acatou e impôs a Lula que se entregasse até às 17h desta sexta-feira, 6.