Há tentativa de culpar Bolsonaro por decisão unilateral de Cuba, diz Joice

Deputada se reuniu na manhã desta segunda-feira com a equipe de transição para tratar do evento da posse

Brasília – A deputada Joice Hasselmann (PSL-SP) disse nesta segunda-feira, 19, que está buscando informações sobre a saída de médicos cubanos do programa Mais Médicos. Segundo a deputada, há uma tentativa de culpar o governo Bolsonaro por uma decisão que é “unilateral do governo cubano”.

“Há algumas perguntas para se fazer. Eu recebi algumas informações de que, de fato, o governo cubano quer retirar pessoas estratégicas infiltradas no Mais Médicos, gente que trabalha com espionagens e afins”, disse Joice.

Questionada por jornalistas se seriam informações oficiais do governo, ela disse que não. “São apenas informações que eu tive e não tem a ver diretamente com o nosso governo.”

A deputada se reuniu na manhã desta segunda-feira com a equipe de transição para tratar do evento da posse, no dia 1º de janeiro.

Segundo Joice, o evento começará às 15 horas e a cobertura de imprensa não será diferente de outras posses.