17/jan/2017 — Guilherme Boulos, líder do MTST, é preso em São Paulo

Boulos estava acompanhando reintegração de posse da ocupação colonial e foi detido acusado de desobediência civil

Notícia publicada em 17 de janeiro de 2017

São Paulo – O coordenador do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), Guilherme Boulos, foi preso na manhã de hoje, 17 de fevereiro de 2017, em São Paulo. As informações foram confirmadas para EXAME.com pela Secretaria de Segurança Pública de São Paulo

Ele foi detido enquanto acompanhava a reintegração de posse de uma ocupação em São Mateus, zona leste de São Paulo. Neste momento, Boulos está prestando depoimento na 49ª DP de São Mateus.

Boulos é acusado de desobediência civil, incitação à violência e de participar de ataques com rojão contra a PM.

Em nota, o movimento classifica a prisão como absurda e alega que Boulos procurou mediar o conflito. “Não aceitaremos calados que além de massacrarem o povo da ocupação Colonial, jogando-os nas ruas, ainda querem prender quem tentou o tempo todo e de forma pacífica ajudá-los”, afirma a nota.

Segundo o MTST, 3 mil pessoas vivem na ocupação Colonial há mais de um ano.  Imagens publicadas na página do Facebook do movimento mostram que houve confronto entre a polícia e sem  teto. A Tropa de Choque da Polícia Militar dispersou o grupo,  que montou barricadas, utilizando o caminhão com jato d’água, bombas de efeito moral e spray de pimenta.

Polícia realiza reintegração de posse de um terreno ocupado na zona leste de São Paulo em 17/01/2017

Polícia realiza reintegração de posse de um terreno ocupado na zona leste de São Paulo em 17/01/2017

Em nota, a Polícia Militar afirma que a ação teve o objetivo de dar segurança aos oficiais de Justiça no cumprimento da ordem judicial. “Após tentativa de negociação dos oficiais com as famílias, não houve acordo. Os moradores tentaram resistir hostilizando os PMs, arremessando pedras, tijolos e rojões. O grupo ainda montou três barricadas com fogo”, diz a nota.

 

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. José Luis Pereira

    Não acredito prenderam esse santinho?, ó dó.

  2. Alan Freires Cavalcante

    2017 começou bem.

    Infelizmente esse criminoso capacho do Foro de SP não vai ficar 1 dia se quer preso

  3. Quando um ditador e seu bando de corruptos toma de assalto a democracia, a desobediência civil é a mais pura forma de defesa democrática. É e nessas horas vemos quem esta do lado do povo e quem esta contra.

    1. Hilton Júnior Stocco

      BANDIDOS SÓ DEFENDEM SEUS INTERESSES, ESTÃO CAGANDO PRA DEMOCRACIA. ENGANAM OS OTÁRIOS QUE SE TORNAM SEUS ESCRAVOS E SOLDADOS PARA TOCAREM O TERROR. RAÇA DE VAGABUNDOS!

  4. Flávio Rodrigo

    Logo logo a militância levanta dinheiro pra pagar o habeas corpus

  5. Acabou a mortadela …Boulos vai trabalhar vaga…gentalha ..comunista de merd@#¨*.

  6. Hilton Júnior Stocco

    BOULOS DE MERDA, UM BANDIDO VAGABUNDO QUE SÓ IMPÕE O TERROR.

  7. Toni Carlos Videira

    Deveria amarrar esse vagabundo nos pneus que ele mandou colocar para obstruir a passagem e colocar fogo, safado, pilantra.

  8. Joao Carlos Adriano Batista

    Demorou mas enfim ele foi preso. Por mais que não ficará detido o Paulo Boullos está por trás de todas as invasões em são Paulo. Tem que ser processado.

  9. Zulmira Ferreira

    Este Boulos marginal, sem vergonha do PT safado..Ele deve estar nestas bagunças de facções nas cadeias…este traste não presta..demorou pra manda-lo pra cadeia..coloca ele onde tem guerra de facção..quem sabe vão manda-lo pro outro mundo!!!! coloca o Suplicy junto…