Greve de caminhoneiros causa “impactos pontuais”, diz Jungmann

Ministro da Segurança Pública disse que nenhum estado solicitou ajuda para uso da força contra manifestantes, mas ressaltou que governo está "à disposição"

Rio de Janeiro – O ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, afirmou nesta terça-feira que a greve dos caminhoneiros está gerando impactos pontuais no país e que o governo federal montou um gabinete de crise para acompanhar os desdobramentos do protesto dos motoristas, iniciado na véspera.

Ele citou como exemplos bloqueios na entrada do porto de Suape (PE), o que está afetando a liberação de cargas de querosene de aviação (QAV).

“Não tivemos até agora solicitação dos Estados de ajuda para o uso da força, mas estamos à disposição”, disse o ministro a jornalistas na sede do BNDES.

O banco de fomento detalhou mais cedo nessa terça-feira um programa de financiamento para a segurança pública dos Estados. Em março, o presidente Michel Temer anunciou um programa para liberação de mais de 40 bilhões de reais para a área de segurança, dos quais 5 bilhões neste ano.