Governo tenta liberar 50.000 ha para reforma agrária

O governo tentar liberar as áreas para assentar cerca 1.400 famílias

Brasília – O titular do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), Miguel Rossetto, vai se reunir na tarde desta terça-feira, 25, com o presidente do Tribunal Regional Federal (TRF) da 1ª Região, desembargador Cândido Ribeiro Filho, para solicitar a liberação de cerca de 50 mil hectares destinados pela presidente Dilma Rousseff para a reforma agrária.

Em 2010, o governo desapropriou 23 imóveis em sete Estados para assentamentos da reforma.

As desapropriações foram suspensas pelo TRF-1 para análise e, desde então, o governo tentar liberar as áreas para assentar cerca 1.400 famílias.

Rossetto deve ir ao gabinete no desembargador na sede do tribunal em Brasília.

O movimento será um dos últimos atos do ministro no cargo. Rossetto é cotado para assumir, a partir de 2015, a Secretaria-Geral da Presidência, em substituição ao atual ministro Gilberto Carvalho.