Governo decidirá destino de distribuidoras, diz Eletrobras

A definição levará em conta o processo de renovação das concessões, cujas regras ainda não foram definidas pelo governo, disse o presidente da companhia

Brasília – O presidente da Eletrobras, José da Costa Carvalho Neto, afirmou que caberá ao governo decidir o destino das distribuidoras de energia do grupo.

Segundo o executivo, a definição levará em conta o processo de renovação das concessões, cujas regras ainda não foram definidas pelo governo.

“Não sei quando vai ser o estabelecimento da regra da renovação de concessões. Tão logo tenha a regra, o acionista majoritário toma a decisão”, afirmou.

Segundo ele, o estudo elaborado pelo Santander sobre as alternativas para essas empresas já foi concluído. “A gente tem que estar preparado para isso tudo. Nos já estamos com o estudo de alternativas concluído”, afirmou.

O executivo disse que ainda é “muito cedo” para a Eletrobras buscar um parceiro privado para as distribuidoras. Essa foi uma das alternativas apresentadas pelo Santander. “Temos diversas hipóteses e para cada uma delas um retorno.”

Ainda sobre as distribuidoras, Carvalho Neto afirmou que a maioria delas deve começar a dar lucro para a Eletrobras neste ano. “Nossos estudos verificam que existe essa possibilidade, de melhorar bastante os resultados”, afirmou. Segundo ele, o balanço da Eletrobras do último trimestre de 2013 deve ser fechado nesta semana.