Governo de SP antecipa mais uma vez vacina fracionada

A expectativa é que 8 milhões de pessoas sejam vacinadas em 54 municípios prioritários

O governo de São Paulo decidiu antecipar mais uma vez o início da campanha de vacinação contra a febre amarela no estado. Inicialmente, a imunização começaria no dia 3 de fevereiro, mas foi antecipada para o dia 29, e agora começará no dia 25 de janeiro.

A expectativa é que 8 milhões de pessoas sejam vacinadas em 54 municípios prioritários. Na capital paulista, a campanha tem como alvo 15 distritos, mas devido ao feriado municipal de aniversário da cidade, no dia 25, será iniciada em 26 de janeiro.

As áreas que fazem parte da campanha foram definidas por integrarem os chamados corredores ecológicos. São localidades da Região da Grande São Paulo, Vale do Paraíba e Baixada Santista. Ainda não há circulação de vírus nesses locais, então se trata de uma medida preventiva, segundo informou o governo estadual. Nas demais áreas onde já há vacinação em razão da circulação do vírus, a imunização seguirá com a vacina padrão.

Serão disponibilizadas cerca de 6,3 milhões de vacinas fracionadas e 2 milhões de doses padrão para crianças de idade entre nove meses e 2 anos incompletos, pessoas que viajam para locais em que a vacina é exigida, grávidas residentes em áreas de risco e portadores de doenças crônicas.

Os seguintes grupos devem consultar o médico sobre a necessidade da vacina: portadores de HIV, pacientes com tratamento quimioterápico concluído, transplantados, hemofílicos ou pessoas com doenças do sangue e doença falciforme.

Não há indicação de vacinação para os seguintes grupos: grávidas que morem em locais sem recomendação para vacina, mulheres amamentando, crianças com até 6 meses e imunodeprimidos, como pacientes em tratamento quimioterápico, radioterápico ou com corticoides em doses elevadas (como por exemplo lúpus e artrite reumatoide).

Confira a lista dos municípios que receberão a vacina fracionada.

Veja também