Governador ameaça quem tentar fraudar o “Minha Casa”

Segundo governador da Bahia, Jaques Wagner, "tem alguns espertos" que "entram no cadastro e pegam a casa para passar adiante", por meio de contratos de gaveta

Vitória da Conquista – O governador da Bahia, Jaques Wagner (PT), ameaçou beneficiários do programa Minha Casa, Minha Vida, do governo federal, que tenham a intenção de fazer negócio com imóveis recebidos.

“Tanto faz se é pobre ou rico, andou fora da linha, vai cair no cacete”, disse, na manhã desta terça-feira, 15, durante a solenidade de entrega de 1.740 unidades habitacionais do programa em Vitória da Conquista, no sul da Bahia.

“Isso aqui é um programa social, feito com o dinheiro dos impostos pagos pelo povo brasileiro, por meio da Caixa Econômica Federal. Essa casa é para quem precisa, não é para esperto.”

Segundo o governador, “tem alguns espertos” que “entram no cadastro e pegam a casa para passar adiante”, por meio de contratos de gaveta. “Tem de deixar bem claro: durante dez anos, não pode fazer negócio com a casa, tem de pagar (as prestações) para receber a escritura definitiva”, contou.

“Se a Caixa ficar sabendo, se eu ficar sabendo, de gente que está pegando casa para ‘comerciar’, para botar um trocado no bolso, a gente bota a (Polícia) Federal, toma a casa de quem comprou, pega o dinheiro de quem vendeu e vamos entregar para quem precisa realmente da casa.”

Wagner também fez um apelo para que os beneficiários paguem em dia as prestações – que, no caso dos imóveis entregues nesta terça, variam entre R$ 25 e R$ 80 mensais.

“Você pagava R$ 300 de aluguel por uma coisa que nunca vai ser sua e, aqui, vai pagar entre R$ 25 e R$ 80 para uma coisa que vai ser sua”, comparou. “Esse dinheiro é sagrado, porque o aluguel você paga em dia, senão o cara bate na sua porta e manda você sair. E porque, assim como vocês receberam a casa, tem uma fila grande de pessoas aqui em Vitória da Conquista e em outras cidades querendo receber.”

O discurso do governador, bastante aplaudido pelas cerca de 2 mil pessoas que assistiram ao evento, foi comentado pela presidente Dilma Rousseff: “O (presidente da Caixa Econômica Federal) Jorge Hereda vai contratar o Jaques Wagner para falar do Minha Casa, Minha Vida”, brincou.