“Geração Canguru” atinge maior proporção em 11 anos

Jovens entre 25 e 34 anos que ainda moram com os pais tendem a ser mais escolarizados

São Paulo – Na última década (2005 – 2015), a proporção de jovens com idade entre 25 e 34 anos que ainda moram na casa dos pais aumentou de 21,7% para 25,3%.

É o que revela a Síntese de Indicadores Sociais (SIS), divulgada hoje pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Segundo o estudo, esta é a maior proporção em 11 anos.

No Brasil, a “geração canguru”, como esse grupo é conhecido, é composta majoritariamente por homens (60,2%).

De acordo com os especialistas do IBGE, a opção de permanecer na casa dos pais está ligada ao prolongamento dos estudos e ao encarecimento do custo de vida atual.

Os dados da pesquisa comprovam isso. Os jovens que moram com os pais tendem a ser mais escolarizados do que aqueles com a mesma faixa etária que moram sozinhos.

Dos que moravam com os pais, 35,1% tinham ao menos ensino superior incompleto e 10,7 anos de estudo em média. Quem vivia longe dos pais, em média, estudava 9,8 anos, e 20,7% tinham ensino médio incompleto.

Permanecer com a família não significa estar desempregado. Pelo contrário. Cerca de 6 em cada 10 pessoas que viviam com os pais em 2015 estavam empregadas.