Funk acusado de apologia ao estupro será retirado do Spotify

Música entrou no ranking de virais do Spotify com letra que está sendo acusada de incentivar violência contra a mulher

São Paulo – “Taca bebida, depois taca pica e abandona na rua”.  Com essa letra, que está sendo acusada de apologia ao estupro, o funk “Surubinha de Leve”, do Mc Diguinho, virou uma das faixas mais ouvidas do serviço de streaming Spotify, com mais de 1 milhão de streams.

Após a campanha dos usuários nas redes sociais, que incentivou um volume grande de denúncias no Facebook, Twitter e canais de atendimento ao consumidor, o Spotify entrou em contato com a produtora do funkeiro, que informou que vai tirar a faixa da plataforma.

“O catálogo do Spotify é abastecido por centenas de milhares de gravadoras, artistas e distribuidoras em todo o mundo. Eles são devidamente avisados sobre nossas diretrizes e são responsáveis pelo conteúdo que entregam.

Desta forma, informamos que contatamos a distribuidora da música “Só Surubinha de Leve” a respeito do ocorrido e, fomos informados que a faixa será retirada da plataforma nas próximas horas, uma vez que o tema foi trazido à nossa atenção.

A música está atualmente no Top Viral pois teve um pico de consumo nos últimos dias.”

No YouTube, um clipe com o áudio da música tem mais de 14 milhões de visualizações.

Pelo Facebook, fez sucesso o protesto de uma estudante da Paraíba, que postou um retrato de si mesma, representada como uma mulher agredida, segurando um cartaz com a letra da música.