Fortes chuvas em Pernambuco deixam mortos em Olinda e no Recife

Entre as vítimas está uma idosa de 78 anos que teve a casa atingida por um deslizamento de barreira no bairro de Águas Compridas

Fortes chuvas que atingem a região metropolitana do Recife desde a madrugada desta quarta-feira (24) provocaram transtornos e 11 mortes. De acordo com o Corpo de Bombeiros, os óbitos foram confirmados após deslizamentos de barreira em Olinda, Abreu e Lima e em Recife, capital pernambucana.

Seis das mortes foram registradas em Olinda, onde mais de 245 milímetros de chuva caíram nas últimas doze horas, o que provocou ao menos quatro deslizamentos de terra — esse volume de chuva era o esperado para 20 dias. Entre as vítimas está uma idosa de 78 anos que teve a casa atingida por uma dessas barreiras no bairro de Águas Compridas. Na mesma localidade, outra queda de barreira destruiu uma residência e matou um jovem de 25 anos.

No bairro de Passarinho, muitas árvores de grande porte caíram por em função das chuvas. Uma delas atingiu a residência de um casal, que morreu.

Segundo os bombeiros, outro deslizamento aconteceu em uma casa no bairro de Caixa d’Água, em Olinda. Dois adultos e duas crianças, de 5 e 6 anos, foram retirados dos escombros com vida.

No Recife, um homem de 34 anos também morreu por causa da queda de barreira no bairro de Dois Unidos. A prefeitura também emitiu alerta para que as famílias que vivem em áreas de risco procurem abrigo. Desde sexta-feira (19), quando as chuvas tiveram início na capital pernambucana, 31 mil famílias receberam o alerta por meio de mensagens de texto.

Já na cidade de Abreu e Lima, mais quatro pessoas foram atingidas por um deslizamento no Córrego do Abacaxi. Uma delas foi socorrida com vida.  bombeiros não informaram a identidade dela. Sua mãe, de 39 anos, foi retirada com vida e levada a um hospital da região. Um jovem de 15 anos e um homem de aproximadamente 50 também foram resgatados sem vida pelo Corpo de Bombeiros. 

Ainda em Abreu e Lima, a corporação confirmou a morte de uma grávida de 21 anos que estava no oitavo mês de gestação e de um homem de 49 anos.

O balanço consolidado das chuvas, que também deixaram boa parte do Grande Recife alagado, ainda será divulgado pela Defesa Civil das cidades mais atingidas pela precipitação. Segundo a Agência Pernambucana de Climas e Água (Apac), as chuvas devem continuar na região metropolitana e na Zona da Mata de Pernambuco, mas com intensidade moderada.

A Defesa Civil de Olinda alerta que, em caso de emergência, os moradores devem entrar em contato com o órgão pelo número (81) 3429-9838 ou pelo WhatsApp (81) 9-9266-5307. O serviço funciona 24 horas por dia.