Força-tarefa ameaça deixar Lava Jato após decisão da Câmara

Decisão é resposta à votação da Câmara que aprovou possibilidade de juízes e membros do MP de serem processados por crimes de abuso de autoridade

São Paulo – Os procuradores da Força-Tarefa da Operação Lava Jato afirmaram, em entrevista coletiva nesta quarta-feira (30), que podem  deixar as investigações caso a proposta de abuso de autoridade aprovada na madrugada de hoje na Câmara seja sancionada pelo presidente da República.

“Viemos a público para denunciar o golpe mais forte desferido contra a Lava Jato concretamente em toda a sua história pelo Congresso Nacional”, afirmou o procurador Deltan Dallagnol.

Ele se refere à  emenda apresentada pelo líder do PDT na Câmara, Weverton Rocha, ao projeto de lei das 10 medidas contra a corrupção.

Segundo o texto, juízes e membros do Ministério Público podem responder por crimes de abuso de autoridade, caso atuem segundo motivação político-partidária ou concedam entrevistas sobre processos pendentes de julgamento, entre outros fatores – veja a íntegra da emenda.

A medida foi aprovada por 313 deputados. Apenas quatro partidos orientaram suas bancadas a votar contra a proposta: PPS, PSOL, PV e Rede. Foram 132 votos contrários e 5 abstenções.

Dallagnol afirmou que a decisão rasgou o projeto das 10 medidas contra a corrupção, proposto pelo Ministério Público Federal com a sanção de mais de 2,5 milhões de assinaturas em todo o país. “A Câmara sinalizou o começo do fim da Lava Jato”, disse o procurador

“Eles aproveitaram um projeto de combate à corrupção para se protegerem”, afirmou o procurador Carlos Fernando dos Santos Lima.

“Não é possível, em nenhum estado de direito, que não se protejam promotores e procuradores contra os próprios acusados”, disse Lima. “Nesse sentido, nossa proposta é de renunciar coletivamente à Lava Jato caso essa proposta seja sancionada pelo presidente”.

O projeto de lei segue agora para apreciação do Senado.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Adriano Freitas

    313 ladrões, vagabundos!

  2. edmilsom barbosa

    E incrível o quanto esses senadores e deputados federal são articuladores contra o povo brasileiro,eles roubaram todo povo brasileiro,quebraram o país,agora estão querendo impor uma ditadura disfarçada,querendo acabar com a lavabato,porque,porque todos tevem pra justiça,todos tem que pagar,e um abuso contra estado de direito contra a democracia,o povo não sabem a força que tem unido podemos mudar isso,políticos bandidos desfardados de bonzinho honestidade passa longe deles,parem de votar no brasil quando você vota você coloca ladrões pra ti roubar porque todos são ladrões

  3. Sidnei Silva de Oliveira

    Equipe do Lava Jato, o povo está com vocês, jamais devem desistir da missão que com certeza foi Deus que impôs a essa equipe, quem vai cair são estes deputados que votaram a favor desse absurdo.
    Precisamos neste momento é intensificar ainda mais em favor da justiça doa a quem doer, pois quem é honesto não tem o que temer.
    Deus sempre vai estar do lado dos justos.
    Não podemos desistir agora o Brasil vai passar por uma grande transformação com esses corruptos pagando pelo mal que fizeram ao povo brasileiro..

  4. Tiago Biller

    Na verdade o poder no Brasil está nas mãos do legislativo , os outros poderes são coadjuvantes . Seria o mesmo que eles darem um tiro no próprio pé . Então não vejo outra solução a não ser a dissolução do congresso nacional e convocar uma nova constituinte.

  5. Daniel Oliveira

    Vc que esteve aqui elogiando, defendendo o seu partido/político…este é o seu momento, “PARABÉNS”! Aprenda a votar …simples!!!

  6. O povo brasileiro votou NELES,então fazer o que né.Com certeza deputados,senadores e presidente não chegaram ao poder pelo voto democrático do Estado de Direito?