Fifa: obras da Copa de 2014 “estão no caminho certo”

"Não há um só estádio atrasado para a Copa do Mundo (...) Todos os projetos estão no caminho certo e atingimos a velocidade de cruzeiro", disse Valcke

Rio de Janeiro – Todas as obras da Copa do Mundo de 2014 estão “no caminho certo”, e o país atingiu a “velocidade de cruzeiro”, afirmou nesta quinta-feira o secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, mudando o tom, após as fortes críticas de seis meses atrás.

“Não há um só estádio atrasado para a Copa do Mundo (…) Todos os projetos estão no caminho certo e atingimos a velocidade de cruzeiro”, disse Valcke em uma entrevista coletiva à imprensa no Rio de Janeiro, depois de ter visitado as obras nos estádios e de infraestrutura em Manaus e em Cuiabá.

Em março, Valcke disse que o Brasil precisava de um “pontapé no traseiro” para acelerar as obras para o Mundial. Suas declarações complicaram a relação com o governo brasileiro, embora a situação tenha voltado à calma depois.

Daquele momento até agora, “trabalhou-se mais; as coisas estão indo melhor”, disse o secretário-geral da Fifa. Antes, o ritmo do progresso “era lento, e subitamente, talvez pela pressão do evento que se aproxima (…) há uma consciência de que as coisas têm que avançar”, destacou.

“Os problemas do início agora acabaram; e isto significa que atingimos a velocidade de cruzeiro e estaremos prontos a tempo (…) A velocidade que atingimos é a velocidade de que precisamos para termos os estádios prontos até o final de 2013 ou no início de 2014”, acrescentou.