FHC diz que problemas a serem resolvidos são iguais “ganhe quem ganhar”

Ex-presidente publicou mensagem neste domingo no Twitter defendendo que a maioria respeite a minoria e aceite a diversidade

Sem declarar seu voto no segundo turno da disputa presidencial, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso publicou mensagem neste domingo no Twitter defendendo que a maioria respeite a minoria e aceite a diversidade, e ressaltou que qualquer que seja o ganhador da corrida ao Palácio do Planalto os problemas a serem resolvidos serão iguais.

“Ganhe quem ganhar, os problemas são iguais: voltar a crescer e criar empregos. Reduzir o déficit e trazer confiança. Constituição respeitada, a maioria prevalece, mas respeita a minoria, aceita a diversidade; segurança para todos. Menos arrogância, mais competência. São meus votos”, disse o tucano na publicação.

Fernando Henrique chegou a conversar por telefone com o candidato do PT à Presidência, Fernando Haddad, nesta semana, após o ex-presidente ter criticado duramente em sua conta no Twitter o discurso do presidenciável do PSL, Jair Bolsonaro, em que o capitão da reserva havia dito que seus opositores iriam para a cadeia ou para o exílio.

O tucano, no entanto, não declarou apoio a Haddad, frustrando expectativa do candidato petista, que esperava uma declaração formal de Fernando Henrique depois que o ex-presidente disse, também no Twitter, que em Bolsonaro não votaria.

(Por Pedro Fonseca, no Rio de Janeiro)