FGV: menor otimismo derruba confiança da indústria

Índice de Confiança da Indústria teve queda de 1,1% neste mês ante outubro

São Paulo – A insatisfação dos empresários com o atual ambiente de negócios e a diminuição no otimismo em relação aos próximos meses foram os fatores que derrubaram a confiança da indústria em novembro.

É o que mostrou hoje a Fundação Getúlio Vargas (FGV), que anunciou nesta manhã o Índice de Confiança da Indústria (ICI), que teve queda de 1,1% neste mês ante outubro.

O universo do indicador abrange uma amostra de 1.192 empresas, consultadas entre os dias 3 e 26 de novembro. Segundo a FGV, nas respostas relacionadas ao momento presente usadas para cálculo do ICI, a fatia de empresas entrevistadas que consideram o atual cenário de negócios como bom subiu de 32,7% para 35,9%, de outubro para novembro.

No entanto, o porcentual das companhias pesquisadas que avaliam os negócios como fracos aumentou em maior magnitude, passando de 7,2% para 13,0% no mesmo período.

Quanto às perspectivas dos empresários em relação à evolução do ambiente de negócios nos seis meses seguintes, das empresas consultadas, a fatia de pesquisados que prevê melhora nos negócios no semestre entre novembro de 2010 e abril de 2011 caiu de 59,7% para 51,7%, de outubro para novembro.