FGV: inflação na construção civil é de 0,44% em março

Resultado é comparativamente maior do que o mês anterior, de 0,39% de alta

Rio de Janeiro – A inflação na construção civil ganhou força em março, segundo dados divulgados hoje pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). O Índice Nacional de Custo da Construção – Mercado (INCC-M), que mede a evolução de preços no setor, subiu 0,44% este mês, acima do resultado de fevereiro, quando houve alta de 0,39%. Até março, o INCC-M acumula alta de 1,21% no ano e aumento de 7,45% em 12 meses. O INCC-M representa 10% do Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M).

Ao detalhar o desempenho do indicador em março, a FGV informou que os preços de materiais, equipamentos e serviços subiram 0,60% – em fevereiro, a inflação deste segmento havia sido mais intensa, de 0,65%. Já os preços de mão de obra avançaram 0,27% em março, mais que o dobro da taxa de 0,12% apurada em fevereiro.

Entre os produtos pesquisados para cálculo do indicador, a FGV informou que as mais expressivas elevações de preço na construção civil foram apuradas em vergalhões e arames de aço ao carbono (2,45%), ajudante especializado (0,43%) e servente (0,32%). Já as mais expressivas quedas de preço foram apuradas em tubos e conexões de ferro e aço (recuo de 0,27%), compensados (baixa de 0,26%) e madeira para telhados (queda de 0,03%).