FGV: confiança do consumidor cai 2% em março

O índice mostrava subida de 0,8% em fevereiro

Por Alessandra Saraiva

Rio de Janeiro – O sentimento do consumidor se deteriorou em março, revelou hoje a Fundação Getúlio Vargas (FGV). O Índice de Confiança do Consumidor (ICC) caiu 2% neste mês o mês passado, após subir 0,8% em fevereiro ante janeiro, na série com ajuste sazonal. Com o resultado, o desempenho do indicador, que é calculado dentro de uma escala de pontuação de zero a 200 pontos passou de 122,6 pontos para 120,1 pontos de fevereiro para março. Quanto mais próximo de 200, maior o nível de confiança do consumidor.

Em seu comunicado, a FGV informou que as avaliações sobre o momento atual pouco se alteraram pelo segundo mês consecutivo, ao passo que as expectativas em relação aos meses seguintes tornaram-se menos otimistas. O ICC é dividido em dois indicadores: o Índice de Situação Atual (ISA) e o Índice de Expectativas (IE). O ISA mostrou alta de 0,2% em março, após avançar 0,3% em fevereiro. Já o IE caiu 3,8% em março, após apresentar alta de 1,2% no mês anterior.

Ainda segundo a FGV, o ICC subiu 7,6% em março deste ano, na comparação com igual mês do ano passado. Em fevereiro de 2011, o indicador avançou de forma mais intensa nesta base de comparação, com alta de 10,9% em relação a um ano antes. O levantamento divulgado hoje abrange amostra de mais de 2 mil domicílios, em sete capitais. As entrevistas foram realizadas entre os dias 28 de fevereiro e 23 de março.