Ferraço defende mudança no projeto de dívidas

Para senador, ampliação deveria ser utilizada apenas para investimentos

Brasília – O senador Ricardo Ferraço (PMDB-ES) defendeu nesta quarta-feira, 26, uma modificação no texto do projeto que troca o indexador das dívidas de Estados e municípios. Para Ferraço, a ampliação da capacidade de endividamento dos entes federados com a troca dos fatores de correção deveria ser utilizada apenas para investimentos. Isso evitaria, segundo o senador, que os Estados se endividassem mais para despesas e usassem essa capacidade para gastos com a máquina pública e custeio.

Ferraço disse que a expectativa é que o projeto seja apreciado pelo plenário do Senado até o dia 27 de março. O senador deu as declarações em frente ao ministério da Fazenda ao chegar para uma reunião na secretaria de Política Econômica (SPE).

O projeto de renegociação das dívidas dos Estados e municípios está sendo discutido na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, que nesta quarta adiou para o dia 12 de março a votação do texto.