Fatec Itaquera não pode receber aulas da USP Leste

Unidade constava no comunicado oficial da reitoria nessa quinta, mas Centro Paula Souza afirma que faculdade não tem condições estruturais para receber as aulas

São Paulo – A Faculdade de Tecnologia (Fatec) de Itaquera, na zona leste, não poderá receber as aulas dos alunos do câmpus Leste da Universidade de São Paulo (USP).

A unidade constava no comunicado oficial da reitoria nessa quinta-feira, 20, mas o Centro Paula Souza afirma que a faculdade não tem condições estruturais para receber as aulas.

De acordo com o Centro Paula Souza, autarquia responsável por administrar as Fatecs e escolas técnicas estaduais (Etecs), outras duas unidades da rede foram disponibilizadas: a Fatec Tatuapé, também na zona leste, e a Etec Santa Ifigênia, no centro.

A professores da USP Leste, representantes da reitoria também mencionaram o uso da Fatec Luz, também na região central de São Paulo.

Com o câmpus interditado desde janeiro por problemas ambientais, a USP Leste terá suas atividades espalhadas neste semestre. Uma instituição particular, as faculdades do quadrilátero da Saúde (Medicina, Saúde Pública, Enfermagem e Medicina Tropical) e um prédio da Escola Politécnica receberão as aulas temporariamente.

O começo das atividades está previsto para esta segunda-feira, 24. A assessoria de imprensa da USP ainda não se pronunciou sobre o caso.

Críticas

Divulgado às pressas, o informe da reitoria sobre a transferência das atividades acadêmicas desagradou professores, alunos e funcionários da USP Leste.

Em reunião da Comissão de Graduação da unidade nesta sexta-feira, 21, os docentes afirmaram que não há condições de iniciar o ano letivo na segunda-feira. Segundo eles, não há espaço suficiente nos prédios oferecidos na reitoria para receber os cerca de 5 mil alunos da unidade.

A decisão sobre a volta às aulas deve ser tomada no próximo encontro da Congregação da USP Leste, órgão máximo da unidade, na terça-feira, 25. No mesmo dia haverá reunião do Conselho Universitário (CO), principal instância da USP, no câmpus Butantã, zona oeste da capital. Nas redes sociais, estudantes convocam um novo protesto em frente à sala do CO também na terça.