Falha causa blecautes em partes do país

Às 14h03 desta terça-feira, partes do Sudeste, Centro-oeste e Sul tiveram o fornecimento de energia interrompido. ONS ainda estuda origem do problema

São Paulo – Na tarde desta terça-feira, partes das regiões Sudeste, Centro-oeste e Sul tiveram o fornecimento de energia interrompido. Segundo o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), às 14h03, uma perturbação no Sistema Interligado Nacional (SIN) causou o blecaute.

O órgão ainda procura identificar o que causou a falha e quantas pessoas podem ter sido atingidas. Pelo menos 1 milhão ficaram no escuro, considerando os números das concessionárias locais. A interrupção teria ocorrido interligação do sistema entre o Norte e o Sudeste, interrompendo o fluxo em 5 mil megawatts (MW).

Segundo nota enviada à imprensa, o fornecimento de luz voltou a ser normalizado a partir das 14h41.

“Para evitar a propagação do evento, houve o desligamento automático de cargas pré-selecionadas pelos agentes distribuidores locais, visando restabelecer a frequência do sistema”, disse a ONS.

São Paulo

A falha afetou o fornecimento de energia da AES Eletropaulo nos municípios Cotia, Vargem Grande Paulista, Embu e Diadema da área de concessão da distribuidora. Bairros da Capital paulista também foram impactados, segundo a concessionária

Na lista entram Capão Redondo, Pedreira, Cidade Ademar, Mooca, São Mateus, Vila Prudente, Itaquera, Vila Mariana, Guaianases e Vila Matilde. Segundo nota à imprensa, o fornecimento foi normalizado às 14h58.

Rio de Janeiro

No Rio de Janeiro, a ONS solicitou o desligamento de 17 subestações da Light. Segundo a concessionária, a interrupção no fornecimento atingiu aproximadamente 600 mil clientes.

Mais do mesmo

O último episódio de falta de luz em grande escala semelhante ao ocorrido hoje se deu no dia 28 de agosto de 2013, quando cerca de 16 milhões de brasileiros ficaram no escuro em todo o Nordeste.

Uma queimada iniciada em uma fazenda do Piaui foi a causa do apagão que atingiu a região. Com o incidente, duas linhas de transmissão privadas foram desligadas, ocasionando o blecaute de grandes proporções.

Especialistas consultados por EXAME.com na ocasião apontaram a falta de investimento na manutenção das linhas de transmissão como a causa mais notória do pisca-pisca no fornecimento de energia para os consumidores.