Fachin homologa delação do ex-deputado Pedro Corrêa

Entre os citados na delação do ex-parlamentar do PP estão o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o cartel de empreiteiras da Petrobras

São Paulo – O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), homologou o acordo de colaboração premiada do ex-deputado Pedro Corrêa (ex-PP).

Segundo a reportagem apurou, o ministro decidiu manter a delação sob sigilo por enquanto.

A homologação põe fim a um longo processo de negociação. A delação de Corrêa foi assinada com a Procuradoria-Geral da República (PGR) em março de 2016.

Em setembro, o então relator da Lava Jato, ministro Teori Zavascki, havia pedido novas diligências e cobrou uma redução na quantidade de assuntos tratados no acordo, em especial, os anexos com revelações genéricas, sem apontamento de fato específico, e o robustecimento de provas apresentadas.

Só depois, o termo deveria ser reapresentado para análise de homologação, agora realizada pelo relator Edson Fachin.

Entre os citados na delação do ex-parlamentar estão o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o cartel de empreiteiras da Petrobras.

Defesa

A reportagem entrou em contato com a assessoria dos advogados do ex-presidente Lula, mas ainda não obteve retorno.