Ex-presidente uruguaio diz que governo Lula foi um dos mais corruptos

Julio María Sanguinetti classificou como sistêmicos casos de corrupção durante governo petista

O ex-presidente uruguaio Julio María Sanguinetti (1985-1990 e 1995-2000) disse nesta quinta-feira que o governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que teve sua prisão decretada hoje, foi um dos mais corruptos da história.

“Não é um tema especificamente pessoal, toda a situação de seus ministros, da Petrobras (…). Ao contrário de outros tempos, não foram casos isolados, mas si uma corrupção sistêmica”, afirmou o ex-presidente uruguaio em entrevista à “Rádio Monte Carlo”.

“Usaram todo o poder do Estado e de suas empresas para manter uma estrutura política que pretendia se eternizar no poder”, completou.

Sanguinetti avaliou de forma positiva a decisão tomada pelo Supremo Tribunal Federal (STF), que negou um habeas corpus preventivo apresentado pela defesa de Lula por 6 votos a 5.

“Se olharmos do plano jurídico, não há dúvidas de que a Justiça atuou com sobriedade e eficiência. É evidente que não foi parcial porque eles não estão só processando governos de esquerda. Também processou os principais empresários do país. Há uma equivalência e provas contundentes”, ressaltou Sanguinetti.

O ex-presidente uruguaio ainda afirmou que a popularidade de Lula não mudará a situação. “A maioria do país está contra Lula. Não podem estabelecer uma impunidade deste tipo, quando efetivamente está provado o conjunto de toda a corrupção”, ressaltou.