Ex-governadora do Rio, Rosinha Garotinho agora vende bolos pela internet

Rosinha e seu marido, Anthony Garotinho, são acusados pelo Ministério Público do Rio de terem superfaturado R$ 62 milhões em contratos irregulares

São Paulo — Cajuzinho gourmet, bolo de pote e “deliciosos chocotones para o Natal”.

A ex-governadora do Rio de Janeiro, Rosinha Garotinho, se dedica agora à carreira de doceira. Em sua página no Facebook, “Sabor e Arte”, ela conta que a atividade é uma paixão antiga, para a qual se dedica profissionalmente a partir de agora.

As encomendas são feitas por um número de Whats App e a vitrine são as redes sociais.

Rosinha e seu marido, Anthony Garotinho, — ambos ex-governadores do estado — são acusados pelo Ministério Público do Rio (MP-RJ) de terem superfaturado R$ 62 milhões em contratos celebrados entre a prefeitura de Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense, e a construtora Odebrecht, para a construção de casas populares dos programas Morar Feliz I e Morar Feliz II.

Os crimes teriam acontecido durante os dois mandatos de Rosinha como prefeita, entre 2009 e 2017. Entre 2015 e 2016, seu esposo foi Secretário do município. O casal se declara inocente e vítima de perseguição política.

Rosinha foi presa três vezes e Anthony, cinco.