Estudante de Medicina suspeito de pedofilia no RS é liberado

Universitário, de 27 anos, poderá responder ao processo em liberdade. A identidade do estudante não foi divulgada pela polícia

Porto Alegre – O estudante de Medicina preso por suspeita de crime de pedofilia nesta terça-feira, 19, em Porto Alegre, foi liberado em seguida após prestar depoimento à polícia e pagar uma fiança de R$ 20 mil.

O universitário, de 27 anos, poderá responder ao processo em liberdade. A identidade do estudante não foi divulgada pela polícia.

A prisão ocorreu na manhã de terça enquanto o rapaz, que cursa o sétimo semestre de Medicina, trabalhava em um hospital de Porto Alegre.

O nome da universidade e o hospital não foram divulgados pelo Ministério Público do Rio Grande do Sul, pois o caso ainda segue sob investigação.

Segundo a Polícia Civil, o fato chegou às autoridades após o pai de um menino de 10 anos, morador de São Paulo, efetuar a denúncia. Agentes do Ministério Público gaúcho e policiais civis cumpriram mandados de busca e apreensão no apartamento do suspeito, na região central da capital.

No local foi apreendido um notebook contendo milhares de arquivos de pornografia infantil. De acordo com MP, o estudante usava a própria internet da faculdade onde estudava para trocar arquivos e fazer contato com as vítimas.