Estudante de BH é espancada pelo namorado nos Estados Unidos

Erick Bretz pagou fiança de US$ 60 mil - o equivalente a quase R$ 245 mil - e deixou a prisão em Tampa, na Flórida

São Paulo – Uma estudante brasileira de Belo Horizonte (MG) publicou em redes sociais um desabafo após ser espancada por seu namorado no último domingo, 23, em Tampa, na Flórida, nos Estados Unidos.

No Instagram, Melissa Gentz, de 22 anos, disse que estava muito triste e agradeceu o apoio de milhares de pessoas que enviaram mensagens. No fim do vídeo, Melissa aconselha mulheres que estejam passando por um relacionamento abusivo. “Termine o relacionamento antes que seja tarde demais”, disse Melissa.

Segundo informações do G1, a estudante estava na casa do namorado, Erick Bretz, e eles assistiam a um filme quando as agressões começaram. Ela alega que ele teria bebido. “Depois de um tempo, ele começou a ficar agressivo. Pedia sem parar o meu celular. Ele ficou elétrico. Eu queria dormir porque no outro dia eu tinha aula. Eu queria ir embora e ele não deixava”, relembrou Melissa.

Melissa contou que Bretz a empurrou várias vezes, prendeu a cabeça dela entre as pernas dele, pegou um vidro de soro fisiológico e virou no rosto dela.

A vítima disse que o porteiro chamou a polícia e uma ambulância para socorrê-la. Depois de medicada, no mesmo dia, à tarde, Melissa voltou ao apartamento de Bretz para buscar objetos pessoais. Ela estava acompanhada de dois policiais. O rapaz estava dormindo e recebeu voz de prisão.

Bretz ficou preso por três dias e vai responder por duas acusações: “domestic battery by strangulation” (violência doméstica por estrangulamento) e “tampering with a witness” (intimidar vítima ou testemunha). Segundo o G1, Bretz pagou fiança de US$ 60 mil – o equivalente a quase R$ 245 mil – e deixou a prisão em Tampa, na Flórida.

Ao G1, Melissa disse nesta quarta-feira, 26, que vai deixar os Estados Unidos. A reportagem do jornal O Estado de S. Paulo tentou entrar em contato com o agressor e com a família de Bretz, mas não conseguiu retorno.

View this post on Instagram

Sabe como temos um lado do nosso rosto que geralmente gostamos mais? Eu gosto do meu lado esquerdo, infelizmente o lado que foi mais marcado pela violência. Hoje foi o primeiro dia que resolvi passar rímel e blush no lado direito do meu rosto. Não vou esconder as marcas da minha história porque NENHUMA mulher precisa ter vergonha ou se sentir culpada por ter sido violentada. 🌷🌸💓 You know how we usually have a side of our face that we prefer more than the other? I like my left side. Unfortunately, it’s the side that was severely bruised by violence. Today was the first day in which I felt like passing some mascara and blush on the right side of my face… I won’t hide the marks of my story because NO woman should feel ashamed of feel blamed for being a victim of domestic violence.

A post shared by 𝙼𝚎𝚕𝚒𝚜𝚜𝚊 𝙻 𝙶𝚎𝚗𝚝𝚣 (@melissalgentz) on