Estivadores e portuários de Santos suspendem protesto

A suspensão ocorreu porque lideranças agendaram uma reunião com os dirigentes da Empresa Brasileira de Terminais Portuários (Embraport) para segunda-feira, 15

Santos (SP) – Os sindicatos dos Estivadores e dos Operários Portuários de Santos e região suspenderam o protesto que haviam programado para o final da tarde desta sexta-feira, 12, na área portuária, atrás do prédio da Alfândega, na região central de Santos (SP).

A suspensão ocorreu porque as lideranças agendaram uma reunião com os dirigentes da Empresa Brasileira de Terminais Portuários (Embraport) para segunda-feira, 15, a fim de retomar o diálogo sobre a forma de contratação dos trabalhadores.

A Embraport insiste na contratação pelo regime da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), conforme prevê a nova Lei dos Portos, enquanto os avulsos querem o sistema antigo, com o recrutamento feito pelo Órgão Gestor de Mão de Obra (Ogmo).

Desde a última segunda-feira, 08, os trabalhadores liderados por seus sindicatos vinham realizando uma série de protestos, que culminou com o bloqueio dos acessos ao Porto de Santos e a invasão do terminal da Embraport na tarde de quinta-feira, 11, e a ocupação do navio Maersk La Paz, de bandeira de Hong Kong, que vinha operando no cais da empresa.

Por volta das 12h30 desta sexta-feira, dez homens que permaneciam no interior da embarcação deixaram o cargueiro, que foi removido para um terminal portuário. da Brasil Terminais.