Estado de SP tem queda de homicídios, roubos e estupros no 1º semestre

Única modalidade de crime a ter alta foi o furto, com 271 mil ocorrências em cidades paulistas, o que equivalente a 1,5 mil por dia

O Estado de São Paulo registrou queda de quase todos os indicadores de criminalidade durante o 1º semestre de 2019 na comparação com o mesmo período do ano passado. Casos de homicídio, roubo, latrocínio e estupro tiveram redução. Um dos únicos crimes a apresentar alta foi o furto, que ao longo dos seis primeiros meses aconteceu 271 mil vezes em cidades paulistas, o que equivalente a 1,5 mil crimes dessa natureza por dia.

As estatísticas foram divulgadas nesta quinta-feira, 25, pela Secretaria da Segurança Pública. Os números mostram que o Estado somou 1,3 mil casos de homicídio, com 1.463 vítimas, quantidade que é 6% menor que no 1º semestre de 2018. A quantidade, segundo a pasta, fez com que São Paulo reduzisse novamente a sua taxa de homicídios por 100 mil habitantes (6,42), que é considerada a mais baixa do país.

Veja também

Os casos de roubo tiveram redução de 7,1%, com 122 mil registros até junho deste ano. Outro crime que teve queda foi o estupro, que vinha crescendo ao longo de 2018. Neste ano, foram efetuados 1.527 boletins de ocorrência denunciando crimes dessa natureza, enquanto no ano passado tinham sido 1.725.

O padrão de queda de crimes notado no Estado se reflete na cidade de São Paulo, onde as estatísticas mostraram redução de homicídios (-4,6%), roubos (-3,1%), latrocínios (-16,7) e estupros (-6,6%). A repetição do padrão também ocorreu em referência aos registros de furto, que tiveram alta no período. Na cidade, foram 118 mil crimes, que são caracterizados pela ausência de violência. No ano passado, foram 102 mil registros.