Curtas – uma seleção do mais importante no Brasil e no mundo

ÀS SETE - Grupo de ensino Estácio confirmou que promoveu no fim deste semestre uma reorganização em sua base de docentes

Estácio demite e contrata 1.200

O grupo de ensino Estácio confirmou que promoveu no fim deste semestre uma reorganização em sua base de docentes. Segundo nota divulgada nesta terça-feira, o processo envolveu a demissão de profissionais da área de ensino e o lançamento de um cadastro reserva de docentes para atender possíveis demandas nos próximas semestres. Segundo o jornal O Globo revelou nesta terça-feira, a empresa teria demitido 1.200 professores e os estaria recontratando em janeiro do ano que vem, como pessoa jurídica, justificando que eles ganhavam acima das regras de mercado.

Às Sete – um guia rápido para começar seu dia

Leia também estas outras notícias da seção Às Sete e comece o dia bem informado:

Francês compra Itambé

O grupo francês Lactalis, maior produtor de lácteos do mundo, assinou contrato para compra da totalidade da Itambé Alimentos, atualmente controlada pela Cooperativa Central dos Produtores Rurais de Minas Gerais (CCPR). A operação, que está sujeita à aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), deve ser concluída no primeiro semestre do ano que vem. O grupo francês também é dono da marca Batavo. Em setembro, a cooperativa mineira havia comprado a fatia adicional de 50% da Itambé que pertencia à Vigor Alimentos.

_

Produção industrial avança

A produção industrial teve alta de 0,2% em outubro, na comparação com setembro. Na comparação anual, a expansão foi de 5,3% — o consenso do mercado. A produção cresceu em 15 dos 24 ramos pesquisados na passagem de setembro para outubro, segundo os dados da Pesquisa Industrial Mensal divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). As principais influências positivas foram de produtos farmoquímicos e farmacêuticos (20,3%) e bebidas (4,8%), ambos revertendo os resultados negativos registrados no mês anterior: -19,7% e -0,7%, respectivamente. Outras contribuições positivas foram de confecção de artigos do vestuário e acessórios (4,3%), metalurgia (1,6%), máquinas e equipamentos (1,3%) e artefatos de couro, artigos para viagem e calçados (3,8%).

_

BNDES no mercado de capitais

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) vai anunciar, ainda em dezembro, novas ferramentas de estímulo ao mercado de capitais. A decisão foi confirmada para o site EXAME por Carlos da Costa, diretor da área de crédito do banco, durante o evento Infra2038 em São Paulo. As mudanças devem ser colocadas em prática em fevereiro do ano que vem. “Nós queremos fazer parcerias mais ativas com o mercado de capitais”, disse Carlos. A ideia é criar um “BNDES 4.0” que também invista em bens intangíveis e se torne o maior investidor-anjo do mundo. O BNDESPar, área de participações acionárias do banco, anunciou na semana passada que vai investir até 40 milhões de reais em fundo para empresas incubadoras e parques tecnológicos.

_

Integração no Walmart

A varejista Walmart anunciou que vai integrar as operações de loja física com e-commerce no Brasil. A integração é uma grande mudança na estratégia da rede, que há pouco mais de dois anos se vangloriava de ter operações separadas. O primeiro passo deve ser justamente a unificação das equipes sob um mesmo teto. Movimento parecido foi iniciado pela Via Varejo, dona das marcas Pontofrio e Casas Bahia, que incorporou o negócio online e agora trabalha para oferecer serviços logísticos e de gestão de estoque aos vendedores.

“Ladrão tem que ir para a cadeia”, diz Lula

Em caravana ao Espírito Santo, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou a alegar inocência no caso do tríplex do Guarujá e a desafiar “a Justiça, o Ministério Público e a Polícia Federal” a apresentarem provas de que ele cometeu crime. O petista foi condenado a nove anos e seis meses de prisão pelo juiz federal Sergio Moro e aguarda julgamento da segunda instância para saber se fica inelegível para as eleições de 2018. “Ninguém prendeu mais servidor público do que nós. Ninguém deu mais independência para o Ministério Público e fez mais investimento na inteligência da Polícia Federal do que nós. Quem aperfeiçoou o Coaf (Conselho de Controle de Aplicações Financeiras) e criou a Controladoria-Geral da República fomos nós. Porque na nossa opinião ladrão tem que ir para a cadeia”, disse. “Seria muito mais honesto, muito mais decente, eles me derrotarem. Já perdi em 1989, 1994 e 1998. Se eles estão preocupados comigo, se juntem e me derrotem. Mas com mentiras eles não me tirarão do páreo”.

Geddel em apuros

Um dia depois de denunciar Geddel Vieira Lima e seu irmão, o deputado federal Lúcio Vieira Lima, ambos do PMDB, por lavagem de dinheiro e associação criminosa, a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, pediu ao Supremo Tribunal Federal o recolhimento noturno e nos dias de folga de Lúcio e a prisão domiciliar de Marluce Vieira Lima, mãe da dupla. A fiança pedida é no valor de 400 salários mínimos (cerca de 375.000 reais) para cada, além da proibição de Marluce “manter contato, receber em casa ou usar para fins pessoais secretários parlamentares do filho deputado”. Ontem, Dodge pediu uma multa de 51 milhões de reais — o valor do bunker de Geddel — como indenização por danos morais.

Forças militares de Mianmar acusadas de genocídio

O alto comissário para os Direitos Humanos da ONU, Zeid Ra’ad Al Hussein, afirmou que as Forças Armadas de Mianmar podem ser acusadas de genocídio por causa das mortes de pessoas da minoria muçulmana rohingyas. A afirmação, feita nesta terça-feira, reforça o primeiro discurso do comissário, que afirmou, em setembro deste ano, que o governo de Mianmar realizava uma “limpeza étnica” em seu país. Para ele, os atos relatados demonstram uma barbaridade deliberada contra crianças, mulheres e idosos da minoria muçulmana, que sofreram torturas e estupros, além de assassinatos. A ONU define genocídio como o ato intencional realizado para destruir um grupo religioso ou étnico em uma região específica. Estima-se que 620.000 rohingyas tenham fugido de Mianmar e se refugiado em Bangladesh nos últimos três meses.

Conflito piora no Iêmen

A tensão no Iêmen aumentou após o assassinato do ex-presidente do Iêmen Ali Abdullah Saleh. Nesta terça-feira, seu filho exilado Ahmed Ali Saleh foi chamado para se vingar do grupo rebelde houthi. Ahmed não respondeu ao chamado, o que poderia modificar o equilíbrio de poderes entre a milícia e o governo do país. Desde a semana passada os grupos disputam o poder na capital Sanaa, considerada uma das batalhas da guerra no país, que já dura seis anos e foi classificada pela ONU como a pior crise humanitária da atualidade. Estima-se que 234 pessoas tenham morrido e mais de 400 tenham ficado feridas desde sexta-feira dia 1º.

Prisão de Puigdemont suspensa

A Justiça espanhola suspendeu, nesta terça-feira, o mandado de prisão do ex-líder catalão Carles Puigdemont e de quatro de seus sex-conselheiros. Segundo a decisão, os acusados mostraram intenção de voltar à Espanha, e por isso não necessitam ser presos. Puigdemont e os ex-conselheiros são acusados de rebelião e sedição, após terem declarado independência da Catalunha. Autoexilados na Bélgica, eles permanecerão no país e sem julgamento até o dia 14 deste mês, dois dias após as eleições regionais da Catalunha. A campanha para as eleições começaram também nesta terça-feira, com mais incertezas do que novas propostas. Nas últimas pesquisas de intenção de voto, a região se mostrou dividida entre partidos pró-independência e partidos contra a independência da região.

Ex-presidente da Geórgia preso

O ex-presidente da Geórgia Mikheil Saakashvili foi preso nesta terça-feira pelo Serviço de Segurança da Ucrânia (SBU) após uma operação em sua residência na capital Kiev. Segundo a imprensa ucraniana, ele tentou fugir antes de ser preso. No domingo, Saakashvili organizou uma manifestação contra o presidente ucraniano, Petro Poroshenko, acusado de liderar uma “organização criminosa”. Além disso, ele acusa o governo ucraniano de perseguição política. Saakashvili assumiu a presidência de Geórgia em 2003, durante a Revolução Rosa. Acusado de autoritarismo, ele foi retirado do poder em 2008 por tropas russas. Depois de deixar a Geórgia, Saakashvili foi para a região de Odessa, na Ucrânia, e se tornou o governador da região. Indicado pelo próprio Poroshenko, ele decidiu abandonar o cargo no fim de 2016, depois de acusar o presidente de não realizar reformas na região.

Rússia é banida dos Jogos Olímpicos de Inverno

O Comitê Olímpico Internacional decidiu banir a Federação Russa dos Jogos Olímpicos de Inverno do ano que vem. A decisão desta terça-feira ocorre após o escândalo de um esquema de doping de atletas russos. Em 2015, o comitê começou a investigar o esquema, que envolvia atletas de mais de 30 modalidades do país. Para o presidente do COI, Thomas Bach, a ação russa foi um ataque “sem precedentes à integridade dos Jogos Olímpicos”. Os Jogos estão marcados para fevereiro do ano que vem na Coreia do Sul.