Estação Belém do Metrô de SP é fechada após depredação

A Estação Belém do Metrô, na zona leste, foi fechada e começou a ser depredada após protesto contra o aumento da tarifa das passagens de ônibus

São Paulo – A Estação Belém do Metrô, na zona leste de São Paulo, foi fechada e começou a ser depredada por um grupo de manifestantes nesta noite, por volta de 21h30.

A Tropa de Choque cerca a estação com o intuito de tentar evitar as depredações. A situação é de pânico dentro da Estação Belém do Metrô, com algumas pessoas chorando.

Manifestantes tentam fazer um “catracaço” – quando entram na estação sem pagar passagem, pulando a catraca.

Um pouco antes, o Movimento Passe Livre (MPL), que organizou o ato contra o aumento dos preços das passagens de transporte público em São Paulo, confirmou no Twitter que o protesto foi encerrado.

Segundo o capitão Ubirajara Storai, o ato terminou com 5 mil manifestantes. Ele afirmou que a PM não agiu porque “não foi preciso”. O ato foi crescendo ao longo da Radial Leste.

“No outro ato, a PM estava ‘tensionando’ desde o começo pela repressão. Hoje, houve mais negociação. Vamos ver se eles (policiais) deixarão o ato terminar”, disse Nina Capello, do MPL.

Tropa de Choque

A Tropa de Choque entrou com escudos na Estação Belém do Metrô após ato contra o aumento dos preços das passagens de transporte público. Há registro de estouro de bombas dentro e fora da estação de Metrô.

A Tropa de Choque cerca a estação e algumas ruas ao redor foram bloqueadas. Um grupo de manifestantes segue caminhando em direção à Estação Tatuapé.