Esquadrão antibombas faz varredura em plenário do TSE

Cerca de 4 mil policiais e bombeiros fazem a segurança do prédio, que está com o acesso restrito desde a meia noite

Brasília – O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) reforçou o esquema de segurança para o julgamento que pode levar à cassação do mandato da chapa formada por Dilma Rousseff e Michel Temer, marcado para começar às 19h.

Um efetivo de cerca de 4 mil policiais e bombeiros fazem a segurança do prédio, que está com o acesso restrito desde a meia noite.

Uma varredura no plenário foi feita por volta das 15h pelo esquadrão antibombas.

Por volta das 16h, não havia manifestantes do lado de fora do prédio. Segundo o coordenador de segurança do TSE, Hélio de Faria, a expectativa é que sejam realizados protestos durante o julgamento.