Esposa de Vaccari presta depoimento à PF em sua casa

A condução coercitiva de Giselda Rousie de Lima faz parte da 12ª fase da Operação Lava Jato

Brasília – A Polícia Federal cumpriu o mandado de condução coercitiva de Giselda Rousie de Lima, esposa do tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, em casa. Geralmente nesse tipo de mandado, a pessoa é levada a uma Superintendência da PF para prestar depoimento.

A condução coercitiva de Giselda faz parte da 12ª fase da Operação Lava Jato, deflagrada nesta quarta-feira, 15, e que também prendeu Vaccari Neto preventivamente em São Paulo. Ele será levado ainda hoje para Curitiba (PR).

A Polícia Federal ainda procura a cunhada de Vaccari, Marice Correa de Lima, contra quem há um pedido de prisão temporária. Ela é suspeita de ter recebido dinheiro do doleiro Alberto Youssef.

Nesta fase da Lava Jato estão sendo cumpridas quatro ordens judiciais: um mandado de busca e apreensão, um de prisão preventiva, um de prisão temporária e um de condução coercitiva. Todos em São Paulo.