Entrega de casas vira palanque para o governo Temer

Entre os beneficiados estarão 18 ministros que pretendem concorrer a algum cargo eletivo nas eleições de 2018

Brasília – O presidente Michel Temer vai usar uma agenda de governo para dar palanque a aliados, entre eles 18 ministros que pretendem concorrer a algum cargo eletivo nas eleições de 2018.

Na próxima quarta-feira, eles serão anfitriões na entrega de 25 mil casas e apartamentos do programa Minha Casa Minha Vida, espalhados por 30 municípios em 14 Estados.

De acordo com a programação, Temer pode viajar a Maceió, base eleitoral de dois ministros – Maurício Quintella (PR), dos Transportes, e Marx Beltrão (PMDB), do Turismo. Ambos planejam concorrer ao Senado em 2018.

“Serão entregues 3.900 unidades. Fora isso, ainda vai ter uma visita à duplicação da BR-101, que foi retomada”, afirmou Quintella. O ministro disse não ter certeza da presença de Temer na cerimônia, por causa das restrições médicas. O presidente passou por uma cirurgia para desobstrução do canal da bexiga na quinta-feira passada e está usando uma sonda.

Na manhã deste domingo, 17, Temer foi ao Palácio da Alvorada gravar vídeos que serão exibidos nos locais onde serão entregues imóveis do programa, mas que não haverá representante do governo. A ideia era gravar mensagens para cada uma das cidades beneficiadas.

Ainda está em discussão quem liderará a cerimônia nessas cidades. A entrega das unidades será feita sob a marca do programa Avançar, lançado no mês passado, cuja prioridade imediata é concluir obras sob responsabilidade do governo federal que estavam em andamento.

Responsável pelo Avançar, o ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência, Moreira Franco, esteve ontem com Temer no Alvorada em reunião que também contou com a presença do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Reuniões

Com Maia, Temer discutiu estratégias para a votação da reforma da Previdência, que ficou para fevereiro de 2018. A conversa passou também por outro ponto de agenda positiva do governo.

O presidente da Riachuelo, Flávio Rocha, foi recebido e falou sobre a abertura de novas vagas na rede varejista.

A geração de empregos é uma agenda positiva na qual o governo aposta fortemente. A Coluna do Estadão informou ontem que há intenção de se instalar, na Esplanada, um painel mostrando a abertura de postos de trabalho, o “trabalhômetro”.

Mais cedo, Temer recebeu o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Gilmar Mendes. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.