Empresa de Marin teve valor triplicado durante seu mandato

Entre 2012 e 2015, o capital da empresa passou de 352 mil reais para 1 milhão de reais

São Paulo – Uma reportagem publicada pelo O Estado de São Paulo afirma que a Rede Associada de Difusão, empresa de José Maria Marin quase triplicou no período em que ele foi presidente da CBF. Entre 2012 e 2015, o capital da empresa passou de 352 mil reais para 1 milhão de reais.

Segundo o jornal, o aumento no valor da empresa ocorreu no dia 16 de abril de 2014, mesma data em que Marco Polo Del Nero foi eleito para suceder Marin na presidência da CBF.

A reportagem afirma ainda que durante os 17 anos de atividade, a empresa de Marin teve mudanças de endereço e sócios, mas o capital permaneceu inalterado em 352 mil reais. Somente depois que Ricardo Teixeira renunciou à presidência da CBF e Marin assumiu a entidade, o valor saltou de para 1 milhão de reais.

Quando a empresa tinha 352 mil reais de capital, 264 mil reais (o equivalente a 75% das cotas acionárias) eram de Marin. Os 25% restantes (88 mil reais) eram de seu filho.

Em 16 de abril de 2014, dia em que Marin esteve no Rio de Janeiro para a eleição de Del Nero, o capital total foi alterado para 1 milhão de reais, com manutenção dos percentuais dos acionistas, mas redistribuição dos valores das cotas. Marin, então, passou a ter 750 mil reais e Marcus Vinícius, 250 mil reais.