Em SP, grávidas participam menos da vacinação contra gripe

Desde o dia 22 de abril foram imunizadas 229,9 mil grávidas - o que representa cobertura proporcional de 50,25% do grupo no estado

São Paulo – Um balanço realizado pela Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo revela que a adesão das gestantes à vacinação contra gripe é a menor até o momento entre os públicos-alvo da campanha.

Desde o dia 22 de abril foram imunizadas 229,9 mil grávidas – o que representa cobertura proporcional de 50,25% do grupo no estado.

Na sequência da baixa adesão estão os profissionais da saúde, com 571,8 mil doses aplicadas e 53,67% da cobertura, as crianças entre seis meses e cinco anos de idade (1,6 milhões de doses aplicadas e cobertura de 63,82%) e os idosos (3,2 milhões de doses aplicadas e cobertura de 67,58%).

Os grupos formados pelas puérperas (até 45 dias após o parto) e pelos indígenas atingiram a taxa de 80% de cobertura vacinal.

Os pacientes crônicos não participam desse índice de cobertura, informa o portal da Secretaria de Estado da Saúde.

A meta é imunizar 9,2 milhões de paulistas, o que representa 80% do público-alvo da campanha de vacinação contra a gripe.

Até o momento, o estado de São Paulo vacinou 6,9 milhões de pessoas, com índice de 58,8% de cobertura.

Por isso, a secretaria indica, aos municípios paulistas, a prorrogação da campanha até o dia 30 de maio.