Em depoimento em Goiânia, jovem atirador se diz arrependido

Ministério Público de Goiás pediu uma avaliação psicológica do estudante, que deverá ser feita nos próximos dias

São Paulo – O estudante de 14 anos que atirou contra colegas no Colégio Goyases, em Goiânia, na semana passada, prestou depoimento na sexta-feira, 27, no Juizado da Infância e da Juventude e se disse arrependido pelo que fez, segundo a advogada Rosângela Magalhães.

O Ministério Público de Goiás pediu uma avaliação psicológica do estudante, que deverá ser feita nos próximos dias.

O pai do jovem voltou a dizer que não sabia que o filho era vítima de bullying. Também afirmou desconhecer a suposta premeditação do ato.

A advogada deve apresentar defesa por escrito do adolescente até a próxima segunda.

No dia 20, o adolescente atirou dentro da sala de aula contra os colegas no intervalo. Os disparos deixaram dois alunos mortos e quatro feridos.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.