Em delação, empresário diz que pagou R$ 52 milhões a Cunha

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo de hoje

São Paulo – O empresário Ricardo Pernambuco Júnior, da Carioca Engenharia, revelou que a empresa teria uma propina total ‘devida’ ao presidente da Câmara, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), de R$ 52 milhões.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo de hoje.

O valor seria entre as construtoras Carioca, OAS e Odebrecht, sobre contratos do Porto Maravilha, no Rio. A revelação foi feita à Procuradoria-Geral da República, sendo Pernambuco Júnior um dos delatores da Operação Lava Jato.

O empresário teria entregue aos investigadores uma tabela que aponta 22 depósitos que somam mais de US$ 4,6 milhões em propinas supostamente pagas pela Carioca a Cunha entre 10 de agosto de 2011 e 19 de setembro de 2014, de acordo com o jornal.

De acordo a assessoria de imprensa do deputado, “é a quarta vez que sai matéria sobre mesmo assunto. O presidente já repudiou os fatos que não tem prova alguma”.