Em Alagoas, reeleição de Renan Filho é a maior barbada do país

A partir desta semana a campanha de Renan Filho (MDB) fica ainda mais livre até sua reeleição para o governo do Estado.

Se em algum estado do país a importância da máquina na corrida eleitoral é evidente, este estado é Alagoas. A partir desta semana a campanha de Renan Filho (MDB) fica ainda mais livre até sua reeleição para o governo do Estado. Aos 38 anos, o filho do senador Renan Calheiro tem, a seu lado, a maior aliança estadual do país, com 19 partidos aliados.

Seu principal adversário, o ex-presidente Fernando Collor (PTC), abandonou a disputa na sexta-feira alegando falta de apoio dos aliados. Collor tinha a seu lado oito partidos, entre eles as principais legendas de oposição, como PSDB, DEM, PP e PSB. Mas sua impopularidade de 50% fez com que os candidatos a deputado da coligação ignorassem sua candidatura.

Rodrigo Cunha (PSDB), candidato a senador, se recusava a subir no palanque do ex-presidente. Nacionalmente, o apoio tucano a Collor também era motivo de insatisfação no partido. Um novo nome pode ser escolhido pela chapa, o que não deve mudar o favoritismo de Renan.

Aos 25 anos, o filho do senador foi eleito prefeito de Murici, berço político da família. De lá pra cá, foi reeleito, eleito deputado federal e, aos 34 anos, governador. A última pesquisa Ibope dava a Renan Filho 46% das intenções de voto, ante 22% de Collor e 2% para o terceiro colocado, Josan Leite (PSL).

A corrida para o Senado também parece estar no papo para a família: Renan Calheiros lidera a corrida com 33% das intenções de voto. Os Calheiros forma hábeis em pular fora do barco furado de Michel Temer a tempo de formar uma aliança regional com o PT e surfar na popularidade de Lula em Alagoas, onde o ex-presidente tem 53% das intenções de voto.

Neste fim de semana Renan Filho fez campanha em Mata Grande e Água Branca, no sertão alagoano. Com 3,4 milhões de habitantes, Alagoas é o segundo menor e um dos mais pobres e violentes estados do país. A campanha de Renan Filho afirma que “quem sabe o que é felicidade não aceita mais tristeza” e que o estado está “recuperando sua autoestima”.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. news da hora

    Bandido Color X Bandido Renan , deve escapar pouca gente decente e honesta em Alagoas .

  2. news da hora

    Vamos torcer que a lava jato consiga vencer esses coronéis bandidos , mas com o foro privilegiado e cinco ministralhas no STF ??????