Eike decide deixar de emprestar jatos a políticos, diz Folha S. Paulo

O anúncio acontece após polêmica envolvendo o governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, que tomou um avião emprestado do empresário em junho

São Paulo – O empresário Eike Batista anunciou nessa quarta-feira que não vai mais emprestar jatos a políticos após polêmica envolvendo o governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (PMDB), a quem emprestou aviões ao menos duas vezes. A informação foi publicada pelo jornal Folha de S. Paulo.

“Não temos contratos com o governo, ao contrário, gero empregos e recolho os impostos. Mas entendo e respeito a opinião pública. Dessa forma, evitamos dar margem a interpretações equivocadas”, justificou, segundo o relato do jornal.

O anúncio foi feito durante evento do qual o empresário participou ao lado de Sérgio Cabral. Em junho, o governador tomou emprestado um avião de Eike para ir à Bahia, o que levantou críticas da opinião pública.

Segundo a Folha, a campanha de Cabral à reeleição em 2010 contou com doação de R$ 750 mil do empresário, enquanto os negócios do grupo EBX, de Eike, receberam isenções fiscais do governo.