Suplicy cai no metrô e esclarece: “Não sou namorador”

Suplicy foi abordado por uma fã e acabou se desequilibrando e caindo dentro do vagão da linha 4-Amarela do Metrô

O ex-senador e pré-candidato a vereador, Eduardo Suplicy, sofreu um pequeno incidente na noite da última quarta-feira (4), enquanto utilizava o transporte público da capital paulista para voltar para a casa.

Suplicy foi abordado por uma fã e acabou se desequilibrando e caindo dentro do vagão da linha 4-Amarela do Metrô.

A abordagem fervorosa da moça e a reação do Suplicy foi registrada por um dos usuários e postada no Twitter. Desde então, o vídeo com a legenda “Suplicy namoradeiro no metrô” está viralizando.

Em entrevista ao site da Veja São Paulo, Suplicy explicou que utilizava o metrô para voltar para a casa após o lançamento de um livro na Fiesp, na Paulista, e acabou sendo abordado por muitas pessoas. “Tirei mais de quinze fotos. Essa moça foi uma delas”, disse.

O político também negou a mais nova fama de “pegador” e disse que não beijou a moça. “Ela exagerou no abraço, mas não teve beijo na boca. Só no rosto.”

“Não sou namorador. As pessoas me conhecem. Todo mundo quer me abraçar. A moça do Metrô disse que tinha muita admiração por mim e que queria me conhecer melhor. Falei que estou há muitos anos namorando a Mônica (Dallari), de quem eu gosto muito, e perguntei se ela conhece meu trabalho. Disse que não. Peguei o nome e o endereço e mandei entregar meu livro Renda Básica de Cidadania.”