Durante julgamento de Aécio, Alckmin cumpre agenda de campanha em Brasília

Enquanto Aécio Neves pode ser tornar réu por corrupção passiva e obstrução à Justiça, pré-candidato do PSDB à presidência estará atividade de campanha

Brasília – Enquanto o senador Aécio Neves (PSDB-MG) estiver sendo julgado pela Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF), que decide nesta terça-feira, 17, se torna o senador mineiro réu pelos crimes de corrupção passiva e obstrução à Justiça, o pré-candidato do PSDB à Presidência, Geraldo Alckmin, estará em plena atividade de campanha.

Alckmin deve ir hoje, às 15h, horário do julgamento, em evento da Associação Brasileira de Câmaras Municipais (Abracam) para palestra na 6ª Mobilização Nacional de Vereadores, em Brasília. O tucano participará de um painel sobre “as perspectivas para o Brasil 2018”.

O evento reúne vereadores de todas as regiões do País entre os dias 17 a 20 de abril na capital federal. Além de Alckmin, foram confirmadas as participações dos pré-candidatos Álvaro Dias (Podemos), no dia 18, e Marina Silva (Rede Sustentabilidade, no dia 20.

Sobre Aécio, a Procuradoria-Geral da República (PGR) acusa o tucano de receber ilicitamente R$ 2 milhões de Joesley Batista, oriundos do grupo J&F, e de atrapalhar as investigações em torno da Operação Lava Jato.